Pós-Graduação Stricto Sensu Vs. Lato Sensu: Qual a Diferença? Qual Eu Devo Fazer?

 

Antes de começar a falar sobre pós-graduação, um alerta: se você está no ensino médio ou no cursinho, pare de ler este post agora mesmo. Só volte a se preocupar com pós-graduação quando você tiver no mínimo entrado na graduação. Ou melhor, quando você estiver terminando a graduação. Se você quer ler só pra saber que essas coisas existem, okay, mas não se preocupe em escolher uma pós agora.

Continuemos.

O que é pós-graduação?

Teoricamente, pós-graduação é qualquer curso que exige um diploma de graduação para se inscrever. Pode ser bacharelado, licenciatura ou tecnológico, todos os títulos valem. 

Existem dois tipos de pós-graduação: stricto sensu (mestrado e doutorado) e lato sensu (todo o resto).

E antes que perguntem: sim, você pode fazer uma pós-graduação em uma área na qual você não se formou. Mas não, você não pode atuar como um profissional de outra área se aquela profissão é regulamentada por lei. Se tem um órgão em que os profissionais precisam se inscrever para exercerem sua profissão legalmente (tipo CREA, CRP, CRM...), uma pós-graduação não te habilita a atuar na área.

 

Qual pós-graduação eu faço?

Se você está próximo de se formar ou se formou há pouco tempo, você já deve ter colegas que começaram uma pós-graduação. Talvez você seja essa pessoa. E eu sei que ver colegas fazendo essas coisas sérias e de adulto nos faz pensar se nós também não deveríamos estar fazendo coisas sérias e de adulto, e se de alguma forma já estamos ficando para trás.

Mas antes de pensar qual pós-graduação fazer, pense se você quer fazer uma pós-graduação em primeiro lugar. Apesar do que dizem por aí, ter uma pós-graduação não é obrigatório-obrigatóoorio.

Claro, especializar-se em alguma área e ter um certificado que comprova isso pode ajudar a conseguir cargos mais altos, por exemplo. Mas só se essa pós-graduação fizer sentido para você e para a sua carreira.

A não ser que você adore acumular conhecimento sobre qualquer coisa e tenha tempo e dinheiro de sobra, não adianta sair por aí fazendo um monte de cursos aleatórios e achando que isso vai ser necessariamente bom para a sua carreira. Você poderia usar o tempo das aulas e das pesquisas para se dedicar mais a algum projeto que você já tem no trabalho ou simplesmente descansar e passar tempo com pessoas que você ama para voltar cheio de energias boas.

Então antes de tudo, pare e pense:

  • Eu quero fazer uma pós-graduação agora?

  • Por que fazer neste momento e não em outro?

  • Para que farei uma pós-graduação? O que eu pretendo fazer com isso?

Se você pensou nisso tudo e decidiu que sim, você quer fazer uma pós-graduação agora e isso faz sentido na sua vida, é hora de escolher qual tipo de pós-graduação fazer.

 

Stricto Sensu

Stricto sensu significa “em sentido estrito”, e inclui os mestrados, os doutorados e os mestrados profissionais.

Essa pós-graduação é para quem quer se aprofundar mesmo em algum tema, de forma acadêmica e científica. Mestrados e doutorados basicamente significam pesquisa + aulas, e é conhecido como o caminho para formar pesquisadores e professores universitários.

Os mestrados duram de dois a três anos, e os doutorados, de quatro a cinco. Isso vai depender da quantidade de aulas que você tem que assistir e o tempo que você vai levar na pesquisa. Essa pesquisa se chama “dissertação” no mestrado e “tese” no doutorado.

Já o mestrado profissional é mais prático e voltado para o mercado de trabalho. O trabalho final tem que ser relacionado a um problema real do cotidiano daquela área (então nada de trabalhos etéreos e abstratos que muita gente do mundo acadêmico curte).

Apesar da ordem mais comum ser mestrado primeiro e doutorado depois, é possível ir direto para o doutorado (adequadamente chamado de “doutorado direto”) se durante a graduação você fez muita pesquisa, iniciação científica e teve artigos publicados em revistas, participações em congressos, etc. Se você tem interesse nessa opção, cheque os requisitos diretamente com o seu orientador ou professores para saber se é uma possibilidade para você.

 

Lato Sensu

Lato sensu significa “em sentido amplo” e inclui todo o resto dos cursos de pós-graduação: especialização, MBA (Master Business Administration), residência (para a área da saúde), aperfeiçoamento, atualização, extensão, etc etc etc.

Eles podem ter um foco mais teórico ou mais prático, mas de forma geral, são mais voltados para o dia-a-dia profissional do que os mestrados acadêmicos e os doutorados.

Como aqui entram UM MONTE de cursos, cada um vai ter durações, formatos, programas e formas de ingresso diferentes. É algo para pesquisar de um em um. Sim, isso toma tempo. Então uma dica é perguntar para professores da faculdade, que possivelmente já conhecem boa parte das pós-graduações de uma área e sabem opinar sobre a qualidade de cada uma.

 

dicas extras para escolher uma pós-graduação

  • Pense sobre o que que você quer fazendo uma pós-graduação e cheque se aquela que você tá de olho combina ou não com os seus objetivos. 

  • Aproveite a internet para pesquisar e coletar informações. Preste atenção ao conteúdo programático de cada pós-graduação para ver se é isso mesmo que você está procurando, e os dias e horários, especialmente se você quer ter outras atividades ao mesmo tempo.

  • Converse com pessoas que já fizeram a pós-graduação que você tem em mente para saber de forma mais concreta como foi todo o processo (desde o ingresso até a finalização). Melhor ainda se for alguém que fez na mesma instituição que você quer!