O Detalhe Óbvio Que Muita Gente Esquece e Que Diminui Suas Chances De Largar Um Curso (+ Uma Tabela Para Te Ajudar)

 

Aqui está você, pensando em que curso fazer, como escolher uma faculdade, o que você quer da vida e como algum dia trabalhar com algo que faz sentido para você.

São todas questões reflexivas, profundas, filosóficas… E isso é ótimo, é isso aí, vai nessa que precisa disso.

Mas você já analisou a parte prática da sua escolha de curso?

Meu coração dói quando ouço alguém falar que largou um curso por causa disso, então este é um pedido desesperado para as pessoas que ainda não entraram na faculdade ou que estão mudando de curso.

Orientadora profissional tentando alertar o máximo de pessoas possível aqui.

 

Gente, pelo amor de Deus, PROCUREM O ENDEREÇO DA FACULDADE QUE VOCÊS QUEREM ENTRAR.

 

Tem gente que esquece de fazer isso e larga um curso porque depois que entra percebe que não tem energia/tempo/paciência/vida para ficar de 4 a 7 horas por dia em um meio de transporte entre a casa e a faculdade (e sem julgamentos aqui, gente, cada um sabe de si e eu sei que eu também não conseguiria fazer isso todo dia).

Então antes de se inscrever no vestibular, entre no site da faculdade que você quer, pegue o endereço de lá e coloque no Google Maps.

Aí trace a rota da sua casa até a faculdade e da faculdade até sua casa. Veja os caminhos de carro e de transporte público, dependendo de como você pretende se deslocar.

Eu não sei se isso já é óbvio pra todo mundo (desculpa se for), mas vou colocar um tutorialzinho. Se alguém ainda não conhecia o Google Maps: Google Maps, pessoa, pessoa, Google Maps. 

Abra o  Google Maps  para pesquisar um endereço

Abra o Google Maps para pesquisar um endereço

(Aquele não é o meu endereço de verdade)

(Aquele não é o meu endereço de verdade)

Mesmo que você ache que sabe onde fica a faculdade que você quer, faça uma pesquisa de dois minutos para ter certeza. A USP, por exemplo, tem vários campi, mesmo dentro da cidade de São Paulo. Direito, Medicina, toda a USP Leste e outros cursos são em São Paulo, mas não no campus mais famoso que fica no Butantã. Faça essa checagem especialmente se você quer entrar em uma universidade grande ou com várias unidades. 

Pode até ser que você descubra outras coisas úteis enquanto faz isso. Pode ser, por exemplo, que o curso que você quer e na faculdade que você quer exista em duas cidades diferentes, e você tenha mais opções para escolher.

 

Onde + Quando

Outra coisa importante de saber sobre o curso é o horário dele - chamado de período. Isso pode te ajudar a checar como é o trânsito e o fluxo de pessoas nos horários que você vai estudar. Dica:

  • Matutino = aulas só de manhã

  • Vespertino = aulas só à tarde

  • Noturno = aulas só à noite

  • Diurno = aulas de manhã e às vezes também à tarde ou o contrário

  • Integral = aulas de manhã e à tarde todos os dias ou quase isso

Durante minha graduação, eu ia para a faculdade de manhã ou à tarde e nunca tinha trânsito, era uma maravilha. Mas se meu curso fosse à noite, eu levaria no mínimo o dobro do tempo para chegar. Possivelmente o triplo.

Eu também sabia que até o meio-dia tinha trânsito para voltar para casa, então se algum dia eu tivesse aula só até as 10h da manhã (porque meu curso tinha horários tortos e isso acontecia), era melhor ficar na biblioteca fazendo trabalho do que ficar no ônibus ouvindo buzinas.

 

Dica bônus para diminuir suas chances de largar um curso (e ainda estudar melhor para o vestibular)

Agora que você sabe como chegar e voltar da faculdade que você quer, pegue um dia e vá até lá. 

O ideal seria fazer isso em um dia da semana no horário que você estudaria, mas talvez você tenha que matar aula para isso. Então tudo bem, vá num final de semana ou feriado e faça o caminho de ida e volta para saber como será quando você entrar e for para essa faculdade todo dia. Peça para seus pais, combine com amigos que também querem estudar lá, veja se seu colégio organiza visitas em faculdades, tanto faz, mas vá até lá. Você também pode aproveitar e ver se o caminho é seguro. 

Se a universidade for pública, você provavelmente vai poder entrar e perambular à vontade. Aproveite e conheça o campus, as instalações e o prédio do curso que você quer.

Se a universidade for particular, também é possível visitá-la, mas você provavelmente precisa marcar um horário antes. É só ligar na faculdade, falar que você está pensando em estudar lá e que gostaria de conhecer o lugar. Mesmo que você não goste de falar ao telefone, essa é uma ligação que vale a pena fazer e que te deixa mais próximo de se tornar um ~adulto independente~ que não entra em pânico quando precisa atender o celular (estive lá, sei como é isso, na verdade continuo sentindo um pouco de ansiedade quando tenho que ligar em algum lugar...)

Visitar o lugar que você quer entrar ajuda muito na sua motivação para estudar, então é especialmente útil quando você não aguenta mais assistir aula e fazer exercício. 

Também é possível que você conheça a faculdade e deteste tanto o lugar que decida prestar outra coisa, e okay! Melhor fazer isso antes de passar um ano estudando para aquele vestibular.

Para te ajudar com todas essas questões práticas da sua escolha de curso, preparamos uma tabela que você pode baixar na biblioteca secreta aqui do blog. Você pode imprimi-la ou preenchê-la diretamente no computador.



O Comentário da Pessoa Estoica Que Não Está Nem Aí Para Onde Fica a Faculdade

Consigo ouvir a reação de algumas pessoas então já vou até responder.

“Ai, mas a localização não importa, que geração mimada, se você quer de verdade alguma coisa você consegue apesar de todas as dificuldades.”

Olha, com certeza, tem gente que leva 3 horas para ir e 3 horas para voltar da faculdade ou do trabalho e vai com um sorriso no rosto. Eu mesma tinha colegas que moravam em outras cidades e vinham todo dia para São Paulo, e se formaram muito bem sem isso ser um grande problema.

Assim como eu também conheço pessoas que largaram cursos porque o dia-a-dia ficou inviável. Mesmo que haja outros motivos que foram se somando para a pessoa desistir de um curso, essa parte da locomoção foi um grande fator.

E também, não é da conta de ninguém ficar julgando os limites e os desejos pessoais de cada um. No final é a gente que vai viver nossa própria vida, não outra pessoa, então só a gente é capaz de fazer nossas escolhas, dentro das nossas próprias possibilidades. 

Eu não estou falando para você estudar na faculdade mais perto da sua casa só para gastar menos tempo no transporte independentemente de todas as outras coisas. Estou te lembrando de checar uma parte importante da sua futura rotina para então você pensar se é possível para você ou não.

Escolhas profissionais envolvem tanto o lado reflexivo do que você quer para a sua vida quanto o lado prático do dia-a-dia que você vai ter.

Isso é algo que dá para ver antes de entrar na faculdade, então por favor, veja antes de entrar na faculdade.

Se você for mudar de curso, que seja porque ele não faz mais sentido para você, porque você descobriu algo mais legal, porque surgiu uma oportunidade fantástica de estudar em outro lugar. Mas não porque você não viu que leva mais tempo do que você aguenta para chegar na faculdade.