Como Fazer Coisas Quando Você Não Está Com a Menor Vontade de Fazer Coisas

 

Perder a motivação de vez em quando acontece com todo mundo. Mesmo que você ame o que você faz, vai ter momentos em que você não vai estar tãaao a fim de trabalhar ou estudar. Mas o mundo continua aí, com prazos, entregas e datas, então pode ser bom ter algumas estratégias para aqueles dias em que você está especialmente não inspirado. 

Mas fica um aviso: este é um post para pessoas que geralmente estão de boa na vida e têm momentos chatinhos um ou outro dia. Se você nunca quer fazer nada, ou se você sempre tem dificuldade para fazer suas coisas, não é uma lista de dicas bem intencionadas da internet que vai resolver sua vida. Se seu humor ou dificuldades pessoais constantemente interferem no seu dia-a-dia, pode ser bom procurar a ajuda de um psicólogo ou dividir suas dificuldades com alguém que você confie. 

PERCEBA COMO VOCÊ ESTÁ SE SENTINDO, ACEITE AS COISAS COMO estÃO E SEJA legal CONSIGO MESMO

A primeira coisa a fazer é observar a si mesmo e perceber que você está em um dia mais lento. Senão você corre o risco de achar que toda a sua energia foi embora pra sempre e você nunca mais vai produzir nada de bom na vida e você odeia o seu trabalho e está condenado a uma vida infeliz até os 65 anos.  

Calma. 

Observar a nós mesmos é uma das coisas mais importantes para nos conhecermos melhor, saber lidar com nossas variações de humor e levarmos vidas mais tranquilas. E muitas vezes acabamos não fazendo isso. 

Quando você perceber que está desmotivado, cansado ou simplesmente sem vontade de fazer nada, aceite. Aceite que você está se sentindo assim neste momento. Não tem problema nenhum sentir coisas que seres humanos sentem. 

Olhe à sua volta. Não tem nada nesse mundo que está sempre produzindo. Nada está o tempo todo igual no 100%. As plantas, os animais, a lua, as estações do ano... Tudo tem um ritmo de expandir e contrair, crescer e morrer, inspirar e expirar.

Você é parte disso.

Podemos tentar negar o ritmo natural das coisas nos entupindo de café ou cheirando cocaína (joguem as pedras por eu ter colocado café e cocaína na mesma frase), mas mesmo assim hora ou outra vamos capotar de cansaço e nosso corpo exigirá que voltemos a um equilíbrio. 

Aceite seu ritmo de um ser vivo normal. E lembre-se de que se você tentar só inspirar e nunca expirar... Bem, você vai morrer. Meio rápido. (Na verdade acho que não dá pra fazer isso porque seu bulbo ou sei lá o quê vai te forçar a expirar, mas de qualquer forma, vocês entenderam o ponto.)

 

VEJA O QUE VOCÊ REALMENTE PRECISA FAZER E CORTE TODO O RESTO (PELO MENOS POR HOJE)

Desde o Ensino Médio eu tento adotar um estilo de vida minimalista. A ideia central é eliminar tudo o que não importa para poder se concentrar naquilo que importa. Então eu adoro jogar coisas, tarefas e compromissos no lixo. 

Se você está atolado de coisas para fazer, sem vontade de fazer nada, pegue a sua lista de tarefas e veja o que realmente precisa estar lá. Quais são as suas prioridades? 

Hoje em dia é comum ver "ocupado” quase como um status social. Algumas pessoas até se vangloriam de não terem tempo livre. Como se isso automaticamente significasse que elas trabalham melhor ou são seres humanos mais dignos porque não podem parar 15 minutos no dia pra tirar uma soneca ou ler um livro por puro entretenimento. 

Eu sinceramente não sei da onde surgiu essa ideia. Ser ocupado não é legal. Comer com pressa não é legal. Fazer três coisas ao mesmo tempo sem prestar atenção em nenhuma não é legal. Não ter tempo pra conversar com sua família ou amigos não é legal. 

E curiosidade do dia: em japonês, o kanji de “ocupado” é a combinação do kanji de “coração” e “morte”. Em outras palavras, quando você está ocupado, seu coração está morrendo.

Boom.

 

faça algo - por menor que seja - que tornará o seu trabalho mais fácil lá na frente

A ideia por trás disso, apresentada no livro "O jeito Harvard de ser feliz", é que se você deixar as coisas que você quer fazer 20 segundos mais perto de você, você tem mais chances de fazer essas coisas. E se tem alguma coisa que você quer parar de fazer, deixe-a 20 segundos mais longe de você. Tipo esconder o ícone da internet dentro de 10 pastas quando você quer se concentrar em escrever sua monografia. 

Quando eu precisava fazer um trabalho gigante da faculdade, eu abria um documento, escrevia o cabeçalho, salvava e pronto. Era o suficiente pra um dia. Porque só fazer isso já ajudava a futura eu, que precisaria de menos energia pra voltar pro trabalho gigante. 

 

limite o tempo que você vai se dedicar a uma atividade

Eu conheci essa estratégia pelo nome "time boxing", mas parece que também é chamada de "técnica Pomodoro". A ideia é definir um tempo durante o qual você vai se dedicar a alguma atividade, totalmente concentrado naquilo. E atenção pro "totalmente concentrado naquilo". É sem celular, sem e-mails e sem redes sociais. 

Depois que o tempo acaba, você para e vai descansar ou fazer qualquer outra coisa. Parece meio estranho mas funciona. 

Mesmo que sejam só 10 minutos, fazer isso cria o momentum pra você continuar indo. Porque muitas vezes a maior dificuldade é começar. 

E mesmo que você realmente faça só 10 minutos e não continue, lembre-se de que qualquer coisa é melhor do que nada. 

Ninguém abre o Facebook ou o YouTube pensando “Vou passar as próximas 4 horas da minha vida vendo coisas levemente engraçadas”. É sempre “Vou ver só um pouquinho, só uns 10 minutos". Colocar seu tempo de trabalho em um timer é usar esse fenômeno pra coisas que você precisa fazer. 

 

FAÇA PAUSAS: PARA CAMINHAR, ESCREVER SEUS PENSAMENTOS, ARRUMAR SUA MESA, MEDITAR, tomar um chá…

Crie espaço entre as coisas da sua vida fazendo mais pausas. Dar um tempo clareia a cabeça e recupera suas energias. 

Não é preguiça. É redirecionamento estratégico de energia vital.

Oh yeah.

Você pode fazer um monte de coisas nas suas pausas. Essas são as minhas favoritas:

  • Sair pra caminhar. Sem celular. Assim você não pode fazer mais nada além de andar e dar espaço pros seus pensamentos respirarem. Pontos extras se for um lugar cheio de árvores.
  • Escrever à mão em um caderno ou pedaço de papel. Especificamente, escrever por que está tão difícil fazer suas coisas hoje. Do que você tem medo? 
  • Arrumar a mesa, uma gaveta ou algum espaço da casa. Porque nosso espaço físico é reflexo da nossa mente. Não precisa ficar absolutamente sem nada, só precisa estar de um jeito que você se sinta confortável. 
  • Meditar. Tirar 5 ou 10 minutos para meditar é como varrer nossa mente. E também é um exercício de autoaceitação. Eu uso um aplicativo chamado Calm - porque eu sou uma millenial e millenials amam aplicativos - mas você pode só colocar 5 minutos no seu celular pra sentar em um lugar tranquilo e prestar atenção na sua respiração. 
  • Tomar um chá, um chocolate ou um iogurte. Porque eu gosto de agradar meu paladar, então por que não? 

 

ENVOLVA UM AMIGO

Tem dois jeitos de fazer isso. Você pode mandar uma mensagem pra um amigo falando: 

"Yo! Se eu não fizer [essa tarefa] até [esse horário], eu vou te dar R$500,00." 

ou

"Yo! Se eu fizer [essa tarefa] até [esse horário], vamos sair pra comer uma esfiha."

O que te motivar mais.

Porque como podemos ver no kanji de pessoa... (ai meu Deus, você pode parar com essas brincandeiras com japonês? - Não, eu faço o que eu quiser porque esse é meu blog!), as pessoas sempre precisam contar com o apoio de outras pessoas. 

 

SAIBA O QUE VOCÊ VAI FAZER DEPOIS

Se o seu plano é terminar tarefas chatas, chegar em casa, dormir e acordar para mais um dia de tarefas chatas, não é surpresa que a motivação tenha acabado. 

Se você não tem nada especial planejado, invente algo pra fazer depois que você tiver terminado suas coisas. Não precisa ser nada enorme ou caro. Pode ser coisas simples como tomar um banho quente, comer pizza com a família, dedicar-se a algum hobby, assistir aquela série nova do Netflix ou jogar videogame.

 

DEIXE PRA OUTRO DIA

Talvez tenha um motivo pra você não estar com vontade de fazer coisas hoje.

Talvez seu corpo precise, sabe, descansar.

Tem dias em que a coisa mais útil a se fazer é perceber que não dá pra continuar e desistir. Por hoje. Aí amanhã ou depois de amanhã você volta com mais energia e amor pela vida. 

O que prejudica a minha preguiça prejudica o meu trabalho.
— Mário Quintana, "Caderno H"

Se você pode não fazer tais e tais coisas hoje, simplesmente não faça hoje. Permita-se parar de vez em quando. 

Se você trabalha em um escritório e não pode levantar e falar "Okay, gente, pra mim já deu por hoje, tô indo pra casa", passe o dia fazendo tarefas pequenas que demandam pouco de você. Como limpar sua caixa de e-mails, arrumar sua escrivaninha ou começar a esboçar ideias pro próximo projeto. 

Tudo bem não ser produtivo todos os dias. 

Tudo bem não estar sempre animado e cheio de energia. 

Tudo bem ir mais devagar de vez em quando. 

 

e você, o que faz quando não está com vontade de fazer nada?