7 Pessoas de 20 e Tantos Anos Respondem: Por Que Você Trabalha? Você Continuaria Trabalhando Se Não Precisasse Ganhar Dinheiro?

 

Quando eu era criança e falava pra minha mãe que trabalhar parecia chato, ela respondia com ditados como "É, mas dinheiro não dá em árvore" e "Gastar dinheiro é fácil, ganhar que é difícil". Crescer com esses ditados sempre me fez ver o trabalho como sinônimo de dinheiro (eu falo sobre trabalho, ela responde sobre dinheiro). Mais do que isso, me fez pensar que o trabalho só serve para ganhar dinheiro. E pior, ele é chato mesmo. Mas é pelo dinheiro. Então a gente faz. 

Resultado: eu nunca quis trabalhar. E quando fui escolher um trabalho, escolhi ajudar as pessoas a escolher um trabalho.

Eu sinto a ironia, você sente a ironia, todos sentimos a ironia. Sigamos em frente. 

Para ter outras visões sobre trabalho além dos ditados da minha mãe, decidi perguntar para 7 pessoas por que elas trabalham e se elas continuariam trabalhando se não precisassem de dinheiro. São pessoas de 22 a 26 anos, todos já formados na graduação e alguns também com pós-graduações. Vieram de cursos como Letras, Design, Psicologia, Administração e Matemática.

Aqui estão as respostas maravilhosas que recebi, na ordem em que foram enviadas. Muito obrigada a todos que responderam pela disposição e pela honestidade!

1. "Trabalho porque acredito que estou nesse mundo com um propósito. Tive sorte o suficiente para poder escolher minha profissão, minha pós-graduação e ter experiências não-remuneradas incríveis e que expandiram minha visão sobre minha área de trabalho. Então utilizo meu trabalho como uma maneira de cumprir essa missão.

Se eu não precisasse ganhar dinheiro, eu continuaria trabalhando, mas mudaria algumas coisas. Em primeiro lugar, trabalharia menos e teria filhos antes do que pretendo ter agora (já que um dos principais motivos para adiar é ter alguma estabilidade financeira e também porque quero ter tempo de criar meus filhos). Em segundo lugar, deixaria de fazer algumas partes do meu trabalho sim... As que 'faço porque preciso do dinheiro'. Focaria no que mais me dá prazer, que não por acaso é o que menos tem retorno financeiro." - M.F.

2. "Como todas as pessoas, eu trabalho porque preciso pagar as contas e sustentar meus hobbies (rs). Brincadeiras à parte, eu trabalho como revisora em uma editora de mangás. Parece ser um trabalho 'fácil', mas é necessário muita atenção e paciência, já que às vezes você fica o dia inteiro lendo os quadrinhos. Apesar de horas de leitura, conferir a tradução no original etc, é muito gratificante poder trabalhar em uma obra que você gosta e ver o mangá prontinho, sendo lido por tantas pessoas!

Mesmo que eu não precisasse ganhar dinheiro, acho que continuaria trabalhando. Porque assim, eu AMO meu trabalho! Mesmo não recebendo por isso, eu gostaria de trazer mais mangás para cá e aumentar o mercado desses quadrinhos, para mostrar que HQs não são só histórias para crianças ou histórias de super-herói, que existe uma profundidade muito maior nisso, e quebrar preconceitos do tipo 'HQ é muito infantil'." - T.O.

3. "O meu trabalho atual não é onde eu gostaria de estar, mas é pra eu não ficar parado. Enquanto estou tentando entrar no trabalho que gostaria, tô ganhando uma renda lá, aprendendo coisas novas, me desenvolvendo e tentando fazer mais networking. Eu não continuaria lá se não precisasse ganhar dinheiro.

Mas no lugar onde eu gostaria de estar trabalhando, que é consultorias estratégicas, eu com certeza gostaria de lá porque tenho uma convicção muito forte de que eu me desenvolveria e aprenderia muito, tanto como pessoa quanto como profissional. Porque é um lugar onde imagino que haja pessoas realmente excepcionais. Na verdade eu até pagaria pra trabalhar lá, quase como um intercâmbio.

Eu converso muito sobre escolhas de trabalho e carreira com meu primo e concluímos que talvez eu seja muito ambicioso. E eu gostei disso. Eu realmente não me contento com como estou hoje, eu sempre quero melhorar. Acho que isso reflete muito na minha escolha de onde eu quero trabalhar." - C.Y.

4. "Antes de começar a trabalhar, pensava no trabalho como uma forma de conquistar uma independência maior em relação aos meus pais. Em meu primeiro estágio, passei a ver o trabalho como uma ferramenta para o aprendizado, aplicando aquilo que me foi ensinado em situações reais.

Após passar por diferentes locais de trabalho, percebi que esse aprendizado ia além da simples vivência prática do conteúdo da faculdade. Passei a enxergar o trabalho como uma maneira de exercitar o autoconhecimento. Um modo de se enxergar pontos positivos e negativos, ver certos limites e até mesmo transpor tais limites.

Também é uma forma de entrar em contato com outras pessoas, cada uma com vivências únicas, experiências próprias e uma visão de mundo diferente. O que permite crescer junto com aqueles ao seu redor. Poder ajudar outras pessoas, me expressar por meio do trabalho e ter a satisfação de ver aquilo que faço sendo apreciado e valorizado seriam os motivos finais que me fariam continuar trabalhando, mesmo se não precisasse do dinheiro." - J.A. 

5. "Eu dei aula de forma voluntária por 7 anos. Assim, acho natural admitir que continuaria trabalhando mesmo se não precisasse ganhar dinheiro. Mais do que o salário, o que me mantém dentro de uma sala de aula é a paixão pelo ensino e pelas pessoas. É uma honra poder fazer parte da vida de tanta gente durante tanto tempo e de forma tão significativa. Fazer o papel de ponte entre os alunos e o conhecimento - e em alguns casos instigá-los a tentar a travessia por conta própria - é algo mágico." - V.P.

6. "O trabalho, para mim, é uma forma de colocar em prática o meu conhecimento, de poder ajudar o outro, atingir um objetivo maior que seja comum a mim e meus colegas de equipe. Trabalhar significa, ao meu ver, fazer algo que me empolgue, que me desafie e que me dê espaço para uma superação própria. Acredito que trabalhar é a garantia de buscar em mim, diariamente, uma melhor versão de mim mesma. Eu trabalharia com o mesmo empenho se todos os empregos do mundo fossem voluntários!" - L.S.

7. "Acho que depende bastante da sua definição de trabalho. A minha é adicionar valor a um indivíduo ou empresa e ter esse valor te dado de volta na forma de dinheiro, mas talvez isso seja um pouco simplista... Então podemos trabalhar só pelo dinheiro sem nos importarmos com para que/quem estamos contribuindo, ou para adicionar valor a algo que nos importamos, e recebendo dinheiro por isso.

Se eu não precisasse ganhar dinheiro, acredito que não trabalharia e faria mais coisas pra mim mesmo, mesmo que só por diversão. Tipo aprender coisas novas, desenvolver novas habilidades, mas também usar meu tempo pra viver uma vida bem tranquila, visitando parques e fazendo/cuidando da família.

Acho que normalmente as pessoas dizem que gostariam de continuar trabalhando, mas na verdade não entendo a razão pra isso. Penso que conseguimos as coisas que nos satisfazem mesmo fora do contexto de trabalho... Ou a definição de trabalho das outras pessoas é diferente da minha." - T.K.

e você, por que trabalha? você continuaria trabalhando mesmo se não precisasse ganhar dinheiro?