11 Perguntas Comuns de Entrevistas e O Que Elas Realmente Significam + Exercícios Práticos Para Se Preparar

 

Entrevistas de estágio ou de emprego são uma tortura pra muita gente. Lembro de ir em várias entrevistas de estágio alguns anos atrás e ficar completamente perdida com as perguntas, e com aquela sensação de "Mas o que exatamente você quer saber com isso?!". Até que um dia uma entrevistadora me perguntou como eu faria pra conhecer uma pessoa em uma entrevista de emprego e avaliar se ela seria boa para um cargo em apenas 1h de conversa. Fiquei pensando, dei uma resposta mais ou menos, e ela me disse o seguinte:

Existem basicamente 3 jeitos de um entrevistador te conhecer:

1. Perguntar diretamente sobre você: essa é a estratégia menos confiável porque é óbvio que todo mundo vai falar que é comprometido, responsável, motivado, etc etc. Nenhum entrevistador vai acreditar que você trabalha bem em equipe só porque você diz que trabalha bem em equipe. Ele precisa de algum tipo de "prova", como...

2. Perguntar de uma situação passada sua: quando você conta como se comportou em uma situação estressante real, por exemplo, o entrevistador entende que é dessa forma que você provavelmente vai agir em outra situação estressante no futuro, porque a gente costuma se comportar do mesmo jeito em situações parecidas. Não é nenhuma garantia do seu comportamento futuro, mas é uma dica. 

3. Perguntar como você agiria em uma situação imaginada: quando o entrevistador quer testar o seu preparo em relação a uma situação que você nunca passou, geralmente por ser algo muito específico e que você vai encontrar no trabalho em questão. Mas isso é mais em relação a perguntas de situações concretas, não aquelas perguntas mirabolantes tipo quantas cuecas são vendidas por ano na América Central (que aliás servem pra ver sua linha de raciocínio e nível de conhecimentos gerais).

Quando você pensa que é assim que se avalia um candidato para uma vaga, as perguntas de entrevistas começam a fazer muito mais sentido. E você também começa a entender como respondê-las. 

1. "Me fale um pouco sobre você"

Tradução: "Tudo o que eu tenho sobre você é seu currículo, então me diga quem você é e da onde você veio pra eu saber que você é uma pessoa de verdade que tem alguma coisa a ver com a vaga."

Pergunta introdutória, muitas vezes feita para aquecer e começar a entrevista, mas já é uma ótima chance de mostrar o que você tem de ~especial~. Um bom jeito de responder essa pergunta é falar de forma concisa sobre as suas experiências mais importantes, destacando aquelas que mais têm a ver com a vaga. Não é para falar sobre cada coisinha do seu currículo, nem falar de aspectos pessoais nada relacionados ao trabalho.

Um exemplo de resposta é falar de quando você entrou na faculdade, por que você escolheu esse curso, citar alguns projetos legais que você participou ou coisas que você aprendeu que foram mudando a sua vida e o momento em que você decidiu trabalhar na área em questão. É basicamente a história de como e por que você chegou até aqui, em 1-2 minutos.

Exercício para se preparar: construa uma linha do tempo da sua vida com as experiências e acontecimentos mais marcantes pra você. Veja como uma coisa se relaciona com a outra e selecione os momentos mais relevantes à vaga para apresentar no começo na entrevista.

 

2. "Me fale mais sobre (alguma experiência específica sua)"

Tradução: "Isso aqui que você comentou ou que está escrito no seu currículo é semelhante à vaga atual. Como você se saiu nessa situação, para eu saber como você provavelmente vai se sair nessa vaga?"

É comum o entrevistador pedir para você falar mais de alguma experiência específica, e isso acontece quando a experiência se assemelha ou se relaciona com alguma coisa da vaga atual. É aquela lógica de ouvir como você lidou com uma situação passada para ter pistas de como você provavelmente vai lidar com situações semelhantes no futuro. 

Exercício para se preparar: liste todas as experiências que você colocou no seu currículo e escreva sobre cada uma delas: a) o que foi e o que você fez; b) o que você mais gostou; c) o que não foi tão legal; d) o que você aprendeu.

 

3. "Me conte de uma vez em que você demonstrou (alguma qualidade desejada)"

Tradução: "Essa qualidade é importante para essa vaga e eu não posso acreditar que você a tem só porque você diz que a tem. Então me conte de uma vez em que você realmente demonstrou ter essa qualidade."

Nesse tipo de pergunta, você não precisa necessariamente responder apenas com situações de trabalho. Você pode falar, por exemplo, de um trabalho em grupo na faculdade em que você gerenciou muito bem as pessoas e as tarefas, de um idioma que você aprendeu de forma autodidata ou até de um amigo secreto de família que você organizou (se a sua família for enorme e isso exigir alguma habilidade). 

Exercício para se preparar: pegue a lista das experiências do seu currículo e complete cada item com e) que habilidades, características e conhecimentos você pôs em prática.

 

4. "Me conte de uma vez em que você teve que lidar com (alguma situação difícil)"

Tradução: "Será um problema se você não souber lidar com esse tipo de situação porque você vai encontrar isso por aqui. Como você já lidou com isso no passado?"

A pior resposta que você pode dar pra essa pergunta é "Nunca tive que lidar com isso" ou "Não consigo pensar em nenhuma dificuldade". Todos já tivemos que lidar com desafios, impasses e conflitos. O que interessa para o entrevistador não é o fato de que você já brigou com um grupo de trabalho. Ele não vai te descartar por isso. O que interessa é como você lidou com a situação.

Assim como a pergunta anterior, você não precisa se limitar apenas a situações de trabalho. Pode ser algo que aconteceu na faculdade, no grupo de amigos, na família, em uma viagem, no seu dia-a-dia...

Exercício para se preparar: pegue sua lista de experiências e olhe para o item "c) o que não foi tão legal". Lembre-se do que aconteceu, como foi, como você se sentiu e escreva o que você fez para lidar com as dificuldades nessa situação. 



5. "Qual a sua maior qualidade?"

Tradução: "Qual característica sua você acha que mais te ajuda no seu trabalho?"

Pergunta chata porque você precisa falar bem de si mesmo sem parecer convencido. E como se faz isso?

Você fala uma qualidade e dá um exemplo concreto de como você a coloca em prática. 

Não fale apenas que você é "organizado". Fale da vez em que você organizou 3000 currículos de papel de acordo com a área de cada profissional e guardou de um jeito que qualquer pessoa pudesse facilmente procurar por candidatos. Não fale apenas que você "ama aprender", fale de como você não consegue passar um dia sem ler algo novo ou assistir uma palestra/ouvir um podcast interessante. Dê exemplos concretos, seja de situações passadas ou do dia-a-dia, até citando números se for aplicável. 

Exercício para se preparar: pense em 3 a 5 coisas que você faz bem e escreva onde e como você põe cada coisa em prática. Se estiver difícil pensar em 3 a 5 qualidades, pergunta a pessoas próximas a você (aproveite e peça exemplos concretos para elas também!) 

 

6. "Qual o seu maior defeito?"

Tradução: "Você tem consciência das suas dificuldades? Você sabe como pode trabalhar com elas ou superá-las?"

Pergunta chata - para o entrevistador - porque as pessoas ficam falando que são perfeccionistas, que se importam demais, que prestam muita atenção a detalhes, que fazem muita hora extra, blahblahblahblah.

Sério, o entrevistador não quer ouvir isso. Não é pra mascarar uma qualidade como se fosse um defeito. É pra falar sinceramente quais os seus defeitos, pra mostrar que: 1. você sabe quais são suas dificuldades pessoais e; 2. você faz alguma coisa pra melhorá-las ou lidar com elas.

Todos temos dificuldades, mas existe uma grande diferença entre a pessoa que tem consciência delas e a pessoa que não tem nem ideia.

Por exemplo, você pode falar "eu costumo perder a motivação de tempos em tempos quando sinto que estou estagnado. Quando isso acontece, eu gosto de tirar um final de semana para descansar e procurar inspirações em histórias de pessoas que eu admiro." (se você responder isso, prepare-se para ser perguntado sobre quem você admira). 

Exercício para se preparar: liste de 3 a 5 defeitos/dificuldades que você tem e escreva como você lida (ou pode começar a lidar) com cada uma. De novo, se estiver difícil, pergunte a pessoas próximas - e esteja pronto para ouvir as respostas.

 

7. "Por que você saiu ou quer sair do seu último emprego/projeto?"

Tradução: "Por que você possivelmente vai querer sair desse trabalho no futuro?"

Contratar uma pessoa custa tempo e dinheiro, então recrutadores querem fazer o possível para que você não seja contratado e peça demissão depois de 3 meses. 

Não importa o que aconteceu no seu último emprego ou projeto, mesmo que tenha tido uma mega treta com a equipe, tente frasear de um jeito positivo. Quando um recrutador ouve uma pessoa falando mal do último chefe, ele pensa "será que ele também vai falar mal do chefe daqui?". É como quando você ouve um amigo fofocando sobre alguém e você se pergunta se ele também fica falando de você pelas costas.

Comece falando sobre as coisas boas do último emprego e então fale das coisas que não foram tão legais. O que você queria de diferente?

Exercício para se preparar: pegue a lista das suas experiências (ela de novo!) e escreva por que você saiu de cada uma. A não ser que tenha sido porque o projeto foi finalizado com sucesso ou porque o tempo previsto era aquele mesmo, o item "c) o que não foi tão legal" pode apontar o motivo que te levou a sair.

 

8. "Por que você quer trabalhar aqui?"

Tradução: "Você só está aqui pelo salário?"

Talvez você esteja ali só pelo salário, mas mesmo assim é bom procurar outros motivos. Faz bem pra empresa e faz bem pra você.

Com essa pergunta, o entrevistador quer saber se você tem um interesse específico por aquela vaga e aquela empresa. Você pode contar em mais detalhes sobre o momento em que decidiu trabalhar nessa área específica, por que aquela empresa em particular é interessante pra você e como você se sente diante dessa oportunidade.

Exercício para se preparar: pesquise sobre a empresa antes da entrevista. Entre no site dela e veja se tem uma página de "missão", "valores", "cultura", "história", etc. Anote as coisas que você acha legal e que você tem em comum com a organização. 

 

9. "Onde você quer estar daqui a 5 anos?"

Tradução: "Aqui é um lugar com as oportunidades de carreira e de crescimento que você deseja?"

O entrevistador não está necessariamente te pressionando a jurar que vai continuar trabalhando naquela empresa pelos próximos 5 anos (talvez esteja, mas provavelmente não). Até porque não são todas as empresas que querem que os funcionários se aposentem por lá.

Por isso, você não precisa dizer explicitamente que quer estar trabalhando naquela empresa daqui 5 anos. Ao invés disso, fale sobre seus objetivos de carreira de longo-prazo, por exemplo: atuar com marketing direcionado a empresários, ter dominado mais três linguagens de programação, ter tido uma experiência de intercâmbio, ser qualificado para uma posição de supervisor, ou seja lá o que você queira. 

Exercício para se preparar: é um pouco difícil pensar sozinho sobre o que você quer daqui 5 anos, então uma boa ideia é sentar com uma pessoa de confiança e conversar sobre isso. Como você se imagina daqui 5, 10 anos? Que vida você gostaria de viver? Que dia-a-dia você gostaria de ter? Como você pode chegar nisso? O que você pode fazer hoje, esse mês e esse ano para isso acontecer? 

 

10. "Por que eu deveria te contratar?"

Tradução: "O que faz de você diferente dos outros candidatos? O que você vai trazer de ganho para a empresa?"

Outra pergunta chata que dá vontade de responder "Sei lá, não é você que deveria decidir isso?".

Você pode responder essa pergunta em duas partes: primeiro, falando de características, experiências ou conhecimentos que são únicos seus. Segundo, falando sobre como você vai se sair bem na vaga e sobre como você é capaz de realizar as tarefas esperadas e talvez até mais. Sempre, é claro, citando exemplos de trabalhos e projetos passados que sustentem sua confiança. 

Exercício para se preparar: reveja os requisitos da vaga e relacione-os com as suas habilidades, conhecimentos e experiências. Vá além e faça uma lista de habilidades, conhecimentos e experiências a mais que você tem e que podem ser úteis nesse trabalho. Veja se você tem algo que é mais único, que te diferencia de outras pessoas. 

 

11. "Você tem alguma pergunta?"

Tradução: "Você tem alguma pergunta? (é bom ter)"

É sempre bom fazer algumas perguntas no final da entrevista porque isso mostra que você pesquisou alguma coisa da vaga e da empresa antes, ou seja, mostra que você está de fato interessado na vaga e não que você caiu lá de para-quedas.

E lembre-se de que a entrevista é o momento do entrevistador te conhecer e te avaliar, mas também é o momento de você conhecer e avaliar a empresa, para decidir se você quer trabalhar lá. 

Exercício para se preparar: veja as 9 perguntas para fazer na sua entrevista e anote aquelas que mais te interessam sobre a vaga (pode até levar escrito num caderninho). Se o entrevistador não tirar suas dúvidas durante a entrevista, faça as perguntas no final e veja o que você acha das respostas!